sexta-feira, janeiro 27, 2006

Lei de Murphy


Nas últimas semanas o calor tem sido intenso, batendo recordes. 40.5 graus no Rio, 38 graus em Sampa, Campinas registra a maior temperatura desde 1890 (saiu no Correio !!!). Péssimo parar se trabalhar, sobretudo quando o ar condicionado da sala não é grandes coisas. Mas ótimo para um dia de rafting em Brotas, certo ?

Bem...mais ou menos. Porque nestas horas, entra em ação a Lei de Murphy:

"Se algo puder dar errado, então dará"

Pois é: ligo a TV hoje de manhã antes de sair, para assistir o Bom Dia Brasil. E qual a primeira e única informação que eu vejo ? "Pois é, neste final de semana as chuvas serão intensas e as temperaturas vão despencar". Incrível !!!! Não precisa mais de sistemas matemáticos gigantescos para prever o tempo: Durante a semana calor intenso e sol, no final de semana e épocas de férias, feriados e viagens, chuva, frio e afins.

Mas como disse a moça da agência do rafting: "Vocês vão se molhar de qualquer jetio...."


Comments:
Apenas um adendo científico, que tem relação com seu post:

O ano mais quente do século

É Miguel, neste calor, até cavalo na bunda sua.
 
Com certeza tinha que ser dessa forma... afinal o Miguel parando de trabalhar e conseguindo reunir tanta gente: só chovendo mesmo!
 
Só tenho a desejar pra vocês, muito sol... ou se for o caso... muita água, mas divirtam-se de qualquer jeito!!!
 
En europe c'est la vague de grand froid. Avec de pauvres gens qui meurent de froid ... quelqu'un a déreglé l'air conditionné ?

La loi de Murphy s'applique même aux grands de ce monde : Bush a vu cette semaine les scientifiques de la nasa soutenir chiffres à l'appui la thèse qui associe réchauffement de la planète (effective) aux émissions de dioxyde de carbonne ...

Si la tartine tombe toujours du coté de la confiture, concernant le climat la déconfiture est grande !
 
eu aqui no meio da neve, fiquei curiosa
de saber como acabou entao esse rafting
seco ou molhadissimo?
aqui eu modestamente entre paris
e lyon peguei um tgv que ficou preso
primeiro na estacao, a gar de lyon
com todo mundo esperando sentado
nas escadas e no chao porque nos bares
ja nao tinha mais nenhum lugar, e depois ficou
preso a caminho
na neve, acabou atravessando metade
da franca na velocidade da lesma, e ate
foiparar em dijon, tudo isso claro no meio
da noite; e chegando em lyon nao tinha
taxi nem onibus por causa.. da neve
isso so pra dar um contraponto
atmosferico ai pra voces.
sofia
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?