quarta-feira, março 15, 2006

Bom dia Brasil

As duas principais notícias do Bom Dia Brasil de hoje (tenho tido o hábito de assitir ao jornal tomando café antes de sair de casa...uma boa forma de já acordar sabendo o que rolou no mundo enquanto tentava dormir) foram a escolha do Geraldo Alckmin como candidato do PSDB à presidência, e a recuperação por parte do Exército das armas roubadas por traficantes.

A primeira já era esperada. O Serra tinha muito a perder nesta eleição: a prefeitura, possivelmente a presidência, e provavelmente a carreira política. Já o Alckmin entra zerado na campanha, sem abandonar nenhum cargo, sem quebrar promessas feitas em cartório, sem deixar São Paulo nas mãos de outro partido. Como disse alguem hoje no jormal, escolheram o que menos tem a perder, tendo em vista o atual cenário eleitoral.

A segunda notícia é bastante interessante. Pelo menos a ação dos traficantes não ficou em branco, e a resposta do exército não foi apenas entrar com tudo na favela, matar 50 pessoas entre traficantes e moradores que não tem nada a ver com o fato e dizer que tudo está resolvido, olho por olho dente por dente, como a polícia carioca faz tão bem.

Um ponto a ser ressaltado é que segundo a Folha, o exército não divulgou como encontraram as armas. Minha opinião é que a presença ostensiva de soldados estava incomodando muito os negócios, e que resolveram se livrar. Afinal, não deve ser tão complicado conseguir armas assim. Mas isso é só minha opinião.

Sinceramente não tenho opinião formada sobre se o exército deve ou não assumir função de polícia. Existe uma questão de treinamento que realmente deve ser levado em conta. Só acho que tendo em vista o modus operandi da polícia carioca, não me parece que um seja muito superior ao outro em se tratando de relações com a população.
Mas o que mais me preocupa é o fato do exército ter sido roubado tantas vezes. Afinal, a função única de um exército deveria ser proteger um país de ataques inimigos. Ora..se o exército não consegue nem se proteger de ataques de traficantes, estamos bem !

Comments:
Há um tempo atrás no Rio, conversando com um taxista, ele me disse que a polícia do Rio acabara de reduzir o pré-requisito de escolaridade dos concursos para ingresso na corporação. Agora só é exigido o primeiro grau e não mais o segundo como anteriormente.

Provavelmente um cidadão que conclua o segundo grau adquire dicernimento suficiente para não se sujeitar a ganhar menos de R$1500 por mês para levar bala todo dia.

É lamentável que uma cidade tão privilegiada pela natureza tenha se transformado em um lugar tão inóspito.
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?