sexta-feira, abril 28, 2006

Praia

Final de tarde de sexta feira. Daqui algumas horas vou pra praia, aproveitar o feriado de 1 de Maio. Várias pessoas fizeram o mesmo comentário (coincidentemente, nenhuma delas vai :-) ): "mas vai estar frio". Minha resposta: "E eu com isso ???"

Primeiro argumento: segue a tabela do Weather Channel com a previsão do tempo para o feriado.

Sáb
29 Abr
Predom. de sol Predom. de sol 24°C 13°C
Índice UV: 8 Alto
Dom
30 Abr
Predom. de sol Predom. de sol 25°C 12°C
Índice UV: 8 Alto
Seg
1 Mai
Ensolarado Ensolarado 26°C 13°C

Segundo argumento: quem me conhece, ou já viu minha foto, deve ter percebido que melanina foi algo deixado de lado durante minha concepção. Não sou um caso extremo...as pessoas que vão comigo com certeza tem muito mais carência de cor do que eu. Mas o fato é que eu não tenho como objetivo voltar bronzeado. Aliás, ficar embaixo de sol escaldante não é minha praia.

Terceiro argumento: o meu grande barato de praia é ver e ouvir o mar, andar na areia (de manhã, de tarde, de noite, ao anoitecer..qualquer horário), ficar contemplativo. Entrar na água é algo bom (sobretudo de estiver fria), mas é acessório.

Quarto motivo: vai um pessoal muito legal. E no fundo o que importa é a companhia. O resto é resto.

Quinto motivo: a melhor vez que fomos para a praia foi no inverno. A temperatura esta ótima (25 graus de dia), e os dias foram ensolarados. Quando fomos no carnaval, choveu e fez frio durante 5 dias.

Sexto motivo: esse visual vale tudo



Portanto..bom feriado a todos. Mandarei fotos voltando.

Abobrinha do Hexa

Não é nenhuma frase de jornalista, cartola, técnico, jogador ou torcedor. A abobrinha do Hexa é essa:








O resto da notícia eu deixo por conta do portal Invertia.

quarta-feira, abril 26, 2006

Clube da Lua

Mais um filme argentino do Juan Jose Campanella, tendo Eduardo Darín como ator principal. Mais um filme belíssimo, engraçado, emocionante. Mais um filme que tem que ser visto.

terça-feira, abril 25, 2006

Lavando o carro


Fotos by Capitanio

Piadinha

Um chefão da Máfia descobriu que seu contador havia desviado milhões
de dólares do caixa.
O contador era surdo. Por isto fora admitido, pois nada poderia ouvir
e, em caso de um eventual processo, não poderia depor como testemunha.
Quando o chefão foi dar um arrocho nele sobre os US$10.000.000, levou
junto a sua advogada, que sabia a linguagem de sinais dos
surdos-mudos.

O chefão perguntou ao contador:
- Onde estão os U$10 milhões que você levou?

A advogada, usando a linguagem dos sinais, transmitiu a pergunta ao
contador, que logo
respondeu(em sinais):

- Eu não sei do que vocês estão falando.

A advogada traduziu para o chefão:

- Ele disse não saber do que se trata.

O mafioso sacou uma pistola 45 e encostou-a na testa do contador, gritando:

- Pergunte a ele de novo.

A advogada, sinalizando, disse ao infeliz:

- Ele vai te matar se você não contar onde está o dinheiro.

O contador sinalizou em resposta:

- OK, vocês venceram, o dinheiro está numa valise marrom de couro, que
está enterrada no quintal da casa de meu primo Enzo, no nº400, da Rua
26, quadra 8, no bairro Queens!

O mafioso perguntou para advogada:

- O que ele disse?

A advogada respondeu:

- Ele disse que não tem medo de viado e que vc não é macho o bastante
para puxar o gatilho.


segunda-feira, abril 24, 2006

Semana de 5 dias

Depois de dois feriados consecutivos na sexta feira, devo dizer que essa semana de 5 dias será longa. Ainda bem que semana que vem tem feriado segunda..e desculpa aí, mas eu vou pra praia.
Tava precisando sair de Campinas um pouco.

Aaaah...não posso esquecer de ressaltar o fato que o Palmeiras perdeu por 6 a 1 no sábado, e que meu time ganhou de 3 a 0. Só alegria.

Casamentos

Existem vários sinais de que se está envelhecendo, alguns mais óbvios que outros. Um deles é quando se passa a receber convites de casamento em seu nome, e não mais em nome dos pais e familia. Até hoje recebi cinco convites em meu nome, dos quais quatro para ser padrinho. O último inclusive foi ontem. Já ta virando tema de piada: dizem por aí que estou virando padrinho profissional....eu mesmo estou começando a achar que minha missão na vida é ser padrinho de amigos. Padrinho profissional casa ? Ou pelo menos junta ? Hope so. Espero que
ser convidado pra padrinho, além de ser sinal de velhice, não seja sinal de encalhamento.

O fato é cada casamento foi uma sensação nova, e apesar de sempre ter achado a idéia da cerimônia um pouco piegas (estou mudando de opinião sobre isso), foi muito bom e emocionante ter participado desses momentos especiais. Portanto gostaria de agrader publicamente a Pat, Ricardo, Mario, Vivi, João, Camila, Ernane e Talita pelos convites.

quinta-feira, abril 20, 2006

Ruas públicas

Estava folheando o Correio Popular de Campinas enquanto tomava café e vi uma matéria sobre bairros sendo transformados em condomínios na marra, com seus moradores simplesmente fechando as ruas e colocando alambrados. Pelo jeito isso é um fato que tem se repetido em Campinas, e que tanto prefeitura quanto ministério público não tem uma opinião muito clara a respeito. Eu tenho: acho absurdo isso. Tanto quanto um flanelinha vir cobrar 4 reais adiantados pra eu parar meu carro na rua. Aos poucos está se perdendo a noção de ruas públicas ! O argumento principal usado é a questão da violência.... eu até concordo que colocar alambrados e uma guarita evita assaltos por pivetes na porta da sua casa, ou por  ladrões despreparados. Mas por outro lado, arrastões a condomínios de luxo e prédios, com equipamentos sofisticados de segurança, tem sido muito constantes e são a prova de que se fechar atrás de muros dá uma falsa sensação de segurança. Sem falar em casos onde o próprio guardinha é cúmplice (como ocorreu em Barão Geraldo, distrito de Campinas onde fica a Unicamp, onde dois vigilantes noturnos foram presos assaltando uma casa que eles deveriam estar vigiando). 

Entendo que as pessoas tenham medo. Eu fui vítima de sequestro relâmpago saindo da casa de amigos há pouco menos de dois anos, e durante algum tempo tinha crises de pânico a noite. Mas se continuarmos a fechar ruas e colocar grades, serei obrigado a concordar com um amigo que disse que estamos voltando aos tempos da idade média, com castelos fortificados (os condomínios) e terras de ninguém entre eles ( o resto da cidade), com suas gangues de saqueadores e bárbaros.

Inverno

Ainda estamos no outono, oficialmente. Mas pelo menos aqui em Campinas o tempo é de inverno: a Argentina nos presenteou com mais uma daquelas frentes geladas. Aliás, pequeno comentario: depois dos últimos filmes argentinos muito bons que eu vi, e do gol do Tevez na Libertadores ontem, só falta descobrir que minha alma gêmea é argentina, e daí serei obrigado a concordar que a Argentina é sim capaz de coisas boas.
Mas voltando ao lance do inverno, queria deixar registrado que eu realmente gosto dessa epoca do ano. Verdade que não dá pra aproveitar a piscina, e que sair da cama às 7 da matina é bem complicado (é por isso que eu tenho acordado as 8 :-) ). Mas por outro lado, é bom porque podemos acender a lareira e tomar um vinho olhando pro fogo (eu e uns amigos descobrimos que cortar madeira é uma ótima atividade terapeutica),  é melhor para trabalhar, e a luz dessa época do ano nao tem igual....dá um astral diferente para enfrentar o dia. Sem contar o céu azul sem nuvem alguma (perfeito para um passeio até o observatório). Mais bonito que isso, só os olhos azuisabsurdamentelindos de uma amiga minha, mas isso é outro departamento.

terça-feira, abril 18, 2006

Pérolas do Futebol

Galvão Bueno:
"ASSISTA DEPOIS, CAPITULO INÉDITO DE VALE A PENA VER DE NOVO."

"DEPOIS DA DERROTA, O PIOR RESULTADO É O EMPATE."

"OLHA SÓ QUE LINDO, A TORCIDA PALMEIRENSE HOMENAGEANDO O SEU TIME."
(Na Final da Libertadores do ano passado, enquanto a torcida gritava "Filho da Puta! ... Filho da Puta!" para o Juiz)

Bradock, amigo de Romário, reclamando de um passe longo
"NEM QUE EU TIVESSE DOIS PULMOES EU ALCANÇAVA ESSA BOLA"

Ferreira, ex-ponta esquerda do Santos
"NO MÉXICO QUE É BOM. LA A GENTE RECEBE SEMANALMENTE DE 15 EM 15 DIAS"

Jardel, ex-atacante do Vasco, Grêmio e da Seleçao, hoje no Porto de Portugal
"QUANDO O JOGO ESTA A MIL, MINHA NAFTALINA SOBE"
"CLASSICO É CLASSICO E VICE-VERSA"

Joao Pinto, jogador do Benfica de Portugal
"O MEU CLUBE ESTAVA A BEIRA DO PRECIPICIO, MAS TOMOU A DECISAO CORRETA: DEU UM PASSO A FRENTE"

Vicente Matheus, eterno presidente do Corinthians
"JOGADOR TEM QUE SER COMPLETO COMO O PATO, QUE É UM BICHO AQUATICO E GRAMATICO"

"O DIFICIL COMO VOCES SABEM, NAO É FACIL"

"HAJA O QUE HAJAR O CORINTHIANS VAI SER CAMPEAO"

"QUEM SAI NA CHUVA É PRA SE QUEIMAR"

"O JOGO SÓ ACABA QUANDO TERMINA"

segunda-feira, abril 17, 2006

Lista de presentes

Pergunta: o inferno astral começa uma semana ou um mês antes do aniversário ? De qualquer forma já estou em pleno inferno astral. Ou melhor, estaria se acreditasse nisso.  Será que minha falta de inspiração tem a ver ?

Faltando apenas alguns dias para ficar mais velho, vou aproveitar para fazer um pedido a aqueles que quiserem me dar algum tipo de presente: nada de camiseta polo AZUL...cinza, preta, bege, verde, branca ou qualquer outra cor, OK. Azul não. Pelamordedeus. Já tenho todos os tons possíveis e imagináveis de azul. Malhas, meias, CDs, DVDs e livros (apesar de eu já ter um de cada) são bem vindos. Um barbeador elétrico e uma máquina para tosar o que me resta de cabelo podem ser úteis. Um iPod Vídeo também.

Caso não queira me dar presente desconsidere este post.


sábado, abril 15, 2006

Flanelinha

Ontem, fui com amigos numa balada na Vila Madalena em São Paulo. Bairro bem legal esse....tem todo o tipo de balada: caras,  baratas, na moda, alternativas, bares, discotecas...ambiente gostoso. Em geral eu paro o carro em estacionamento, mas ontem tinha vaga na rua, não muito longe de onde íamos, e parei na rua. Obviamente veio um flanelinha pedir pra olhar o carro, mas com uma peculariedade: ele,  de forma bem grossa, cobrou adiantado !!!! 4 reais !!!!! Que isso aconteça em shows e outros grandes eventos, eu já estou acostumado. Mas na rua em dia normal não rola. Eu disse que pagaria na volta, porque nada me garantiria que ele estaria lá..mas ele não arredava o pé. Como tinha que um estacionamento do lado, acabei voltando o carro e parando lá....não ia pagar adiantado e com certeza algo ia acontecer com o meu carro. Acabei tendo que pagar 10 reais adiantado, mas pelo menos lá tinha seguro e era protegido. Acho que a decisão foi acertada: um carro parado na frente ao bar em que estávamos foi roubado, e obviamente quando fomos embora  as 3 da matina,  o cara não estava mais lá.

V de Vingança

Eu não sou um grande fã de quadrinhos. Li bastante Tintin e Asterix quando era criança, e gosto bastante das tiras de Los 3 amigos, Mafalda, e personsagens do Angeli. Mas nunca fui leitor assíduo dos clássicos da DC Comics, ou da Marvel, ou das Graphics Novels, Mangás e outros. Muito complexo pro meu gosto....prefiro coisas mais curtas e diretas.

Mas algumas versões de quadrinhos no cinema tem me agradado bastante. Super-Homem foi um clássico da minha infância. Os Batman's do Tim Burton são maravilhosos (o clima de angústia e pesadelo que ele cria é incrível). O Batman Returns também é muito bom. Mais recentemente, gostei bastante de X-Men. E ontem, fui assistir (meio cético) o V de Vingança. E devo dizer que gostei bastante. Além do personagem principal ser bastante interessante, de não ser um super herói com super poderes ou super carros ou outros badulaques do gênero, um ponto que achei muito legal é que o malvado da história não é nenhum ser exótico que pretende destruir o mundo usando seus poderes mágicos. O malvadão da história é o alto-chanceler (espécie de super primeiro ministro) da Inglaterra futurística, que ganha poder depois de uma capanha de medo, se colocando como o salvador da humanidade contra terroristas, criminosos, muçulmanos, doenças e afins, usando esses pretextos para restringir liberdades individuais e monitorar todo mundo. Em épocas de gripe aviária, Bush, Iraque, Irã, Al-Quaeda e companhia, a gente percebe que nesse filme qualquer semelhança não é nenhuma coincidência. Bom pra pensar que talves o futuro do filme não seja tão distante.

quinta-feira, abril 13, 2006

Audioslave

Acho que das bandas recentes, uma das poucas que me chamou atenção foi Audioslave. O primeiro CD é muito bom, e o segundo confirmou (muitas vezes o segundo é meio decepcionante) a minha opinião. Tem um toque de Led Zeppelin na sonoridade deles....

Gostei bastante do primeiro CD do Wallflowers...Bringging Down the Horses...mas ficou só nisso. Josephine é linda.

Match Box Twenty tem algumas músicas boas...muito pontual.

Fora isso, só tenho ouvido velharia: Barão, Paralamas, Beatles, Rolling Stones, Aerosmith, Rita Lee, Led Zeppelin, Buddy Guy, Metallica, Eric Clapton.....

Ah.tem Black Eye Peas..mas acho que eh mais pela loira do que pelas músicas. E só gosto de algumas.

Now listening Doesn't Remind Me

terça-feira, abril 11, 2006

Surreal

Ontem estava passando de canal para canal aleatóriamente, basicamente alternando entre Mudança de Hábito (as cenas de gospel são muito boas) e Charlies Angels 2, quando caí em uma cena no mínimo surreal: Inri Cristo (acompanhado de seus "anjinhos" bizarros) desafiando Rui Chapéu em uma partida de bilhar, tendo ao seu lado uma loira peituda vestida com o maiozinho do Baywatch, e tudo isso sendo comentado pela Luciana Gimenez e pelo Padre Quevedo. O pior é que o Inri Cristo joga bem pra caramba. Realmente gostaria de saber qual é a desse cara...porque pra pagar o mico de andar de túnica com uma falsa coroa de espinhos da cabeça falando de um jeito bizarro, ou tem muito dinheiro envolvido, ou tem muita loucura envolvida. Já o padre Quevedo é um chato: se diz parapsicólogo que se comunica com mortos, mas não acredita em absolutamente nenhum tipo de manifestação que mostram pra ele. Após algumas poucas reflexões, resolvi que ler dois capítulos de Amor e Morte em Poodle Springs era a melhor coisa que poderia fazer naquele momento.

segunda-feira, abril 10, 2006

Após a quarentena

Esse final de semana eu basicamente fiquei em casa, de cama. Na quinta peguei uma gripe chatíssima, que me deixou com uma tosse péssima. E no sábado a noite, quando achei que estava melhorando, me apareceu uma febre do nada, que sumiu 4 horas depois e que só serviu pra me impedir de dormir.

O lado bom dessa gripe é que me deu um ótimo argumento para descansar o final de semana inteiro. E quando digo descansar é basicamente ficar o dia todo deitado, lendou ou vendo TV. E até que consegui ver coisas interessantes. No sábado a noite, por conta da febre, assisti Altas Horas, do Serginho Groisman. Fazia tempo que não achava tão interessante. Os convidados eram o Francis Hime, o Pedro Cardoso, o MV Bill (que fez o famoso documentário Falcão, meninos do tráfico), uma modelo que está participando de um novela global e a Pitty.

Lá pelas tantas o Pedro Cardoso falou algo que eu achei muito interessante, e que na verdade eu já tinha na cabeça, mas que ele soube traduzir bem. Comentando sobre a questão de desigualdade, estado brasileiro, governo, ele comentou sobre a questão de distribuição de renda: é algo que se fala muito, que tem que ser feito, que no Brasil é uma vergonha, e outras coisas. Mas que ao mesmo tempo, as classes média e alta esquecem que a forma mais básica de distribuição de renda é pagar bem seus empregados pessoais (empregados domésticos, caseiros etc...). Minha opinião é que a tendência é pagar muito mal, e muitas vezes tentar minimizar isso no jeitinho brasileiro, dizendo que a babá, ou a empregada doméstica (que ganha mal a décadas) é quase da família. A frase que resumiu tudo isso muito bem (tentando citar exatamente o que ele disse) foi: "a classe média brasileira ainda não entendeu que distribuição de renda siginifica ganhar um pouco menos pra que os outros ganhem um pouco mais".

No domingo, fiz sessão dupla de cinema: Linhas Cruzadas (Hanging Up), com a Meg Ryan, Liza Kudrow e Diane Keaton , e o filme argentino Novas chuvas, novos amores. Aliás, aconselho outros dois filmes argentinos muito bons além desse, com o mesmo ator principal: Nove Rainhas e O filho da Noiva.

quarta-feira, abril 05, 2006

Falando em música de filme

O filme Oh brother, Wherer Art Thou, dos Irmãos Cohen com George Clooney, tem cenas musicais muito boas, além de ser totalmente doido. Lá pelas tantas, nos anos 1920, o trio principal do filme encontra um jovem negro numa encruzilhada que acaba de vender sua alma ao diabo...um tal de Robert Johnson. A cena da gravação do single deles no estúdio de um senhor cego é sensacional.


Musica para iniciar o dia...

...Fever Dog, da trilha sonora do filme Almoust Famous. Esse foi um dos poucos filmes que me fez querer comprar o CD de trilha. Esse e Blues Brothers 2000. Aliás aconselho ambos os filmes, tanto pelo história em si quanto pela parte musical. O DVD do Almoust Famous tem um extra muito interessante: o versão "completa" (3 ou 4 músicas completas em sequência) do primeiro show que aparece no filme. A única coisa que eu ainda não consegui descobrir é se a banda Stillwater, que aparece no filme, realmente existiu. Alguém sabe ?

segunda-feira, abril 03, 2006

Gastronomia em Sampa

Sugestões para um bom final de semana gastronômico em Sampa, saindo um pouco do circuito Shoppings/Jardins...

Sábado: sanduíche de mortadela com cerveja Original no Mercado Municipal. O sanduíche de pernil também não é de se jogar fora. Falam muito do pastél de bacalhau, que de fato é gigantesco, mas como nunca comi não posso opinar. Aconselho o Bar do Mané....é só chegar e gritar: "Batista, 3 mortadelas e dois pernis!!!" (pernis ou pernius ?). O problema é que espaço no balcão é praticamente impossível, e não tem lugar pra sentar. Mas daí, é só pegar o sanduíche, a cerveja, e ir procurar uma mesinha em outro lugar. E não precisa se preocupar em paar na hora: pode pagar na volta sem problemas. Caso prefira algo mais confortável e convencional, o mezanino do mercadão é uma boa pedida.

Domingo: Macarrão com Calabresa ou Spaghetti Mafioso na Cantina Castelões, no Brás. Se for a noite, as pizzas parecem ser muito boas (sempre fui de dia...e de dia comer pizza é crime). O único defeito deles é que a casa é oficialmente palmeirense (preferência que fica bem clara com as eguinte frase pendurada na parede: "Minhas 3 alegrias da vida são: ser brasileiro, ser palmeirense, comer pizza na Castelões").

Na segunda, se tiver que sair cedo de casa por causa do rodízio, aconselho ouvir Kiss FM ou 89 Rádio Rock.

Crianças Invisíveis

Ontem assisti o filme Todas as Crianças Invisiveis (All The Invisible Children, 2006), uma coleção de sete curtas metragens de ficção de vários diretores ( entre eles Spike Lee, John Woo e Ridley Scott) sobre problemas vividos por crianças no mundo todo, patrocinado pela UNICEF. Um banho de realidade que faz a gente relativizar certos problemas cotidianos.
Dos 7, me marcaram mais o filme de Spike Lee, Jesus Children of America, que conta a história de uma menina aidética filha de pais drogados (bem duro e triste...fazia muito tempo que não sentia uma angústia tão forte no cinema) e Bilú e João, filme brasileiro que conta a história de duas crianças catadoras de sucata em São Paulo. A última cena inclusive é bem ilustrativa de aberrações do Brasil: a imagem começa com um close nas crianças chegando na favela, e vai abrindo aos poucos e mostra em segundo plano os prédios empresariais luxuosíssimos da Berrini. Quem não conhece, pode até achar que é montagem. Infelizmente não é.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?