sábado, abril 15, 2006

V de Vingança

Eu não sou um grande fã de quadrinhos. Li bastante Tintin e Asterix quando era criança, e gosto bastante das tiras de Los 3 amigos, Mafalda, e personsagens do Angeli. Mas nunca fui leitor assíduo dos clássicos da DC Comics, ou da Marvel, ou das Graphics Novels, Mangás e outros. Muito complexo pro meu gosto....prefiro coisas mais curtas e diretas.

Mas algumas versões de quadrinhos no cinema tem me agradado bastante. Super-Homem foi um clássico da minha infância. Os Batman's do Tim Burton são maravilhosos (o clima de angústia e pesadelo que ele cria é incrível). O Batman Returns também é muito bom. Mais recentemente, gostei bastante de X-Men. E ontem, fui assistir (meio cético) o V de Vingança. E devo dizer que gostei bastante. Além do personagem principal ser bastante interessante, de não ser um super herói com super poderes ou super carros ou outros badulaques do gênero, um ponto que achei muito legal é que o malvado da história não é nenhum ser exótico que pretende destruir o mundo usando seus poderes mágicos. O malvadão da história é o alto-chanceler (espécie de super primeiro ministro) da Inglaterra futurística, que ganha poder depois de uma capanha de medo, se colocando como o salvador da humanidade contra terroristas, criminosos, muçulmanos, doenças e afins, usando esses pretextos para restringir liberdades individuais e monitorar todo mundo. Em épocas de gripe aviária, Bush, Iraque, Irã, Al-Quaeda e companhia, a gente percebe que nesse filme qualquer semelhança não é nenhuma coincidência. Bom pra pensar que talves o futuro do filme não seja tão distante.

Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?