quarta-feira, agosto 16, 2006

E se....

A greve dos funcionários do metro deu a real dimensão do impacto que este meio de transporte tem sobre a cidade: São Paulo simplesmente ficou mais caótica do que já é, com engarrafamentos batendo recordes ! São 3 milhões de usuários todo dia. Isso porque a rede é bastante limitada, tanto em número de linhas quanto em regiões acessadas. Regiões importantes como Faria Lima, Berrini, Av. Ibirapuera, USP, Aeroportos dentre outras,  com grande número de escritórios (ainda) não são acessíveis de metro. Daí eu fico imaginando como seria o cotidiano se fossem..se a malha de metros fosse equivalente a malhas de cidades como Paris. A grande vantagem do metro é que ele torna possível uma estimativa bastante exata do tempo dos trajetos...o que em sampa é um grande luxo. Me lembro quando morava aqui e ia pra escola de metrô, na Vila Mariana: sabia que demorava 25 minutos de casa até a porta da escola, fosse qual fosse o dia ou horário ou meteorologia. Sem contar que metro não polui o ar, faz bem menos barulho....
Aliás, a algum tempo atrás, vi uma montagem que comparava uma rua inicialmente cheia de carros (supondo acho 2 pessoas por carro), e a mesma rua com o mesmo número de pessoas num ônibus e num bonde. A diferença era impressionante: com o bonde, a rua ficava vazia.

Comments:
Quer começar dando o exemplo, dispensando o carro?
 
Raphael, voce tem razão num ponto: eu poderia não usar o meu carro aqui. Mas como estou andando com meu laptop, prefiro não ir de ônibus. Não sei bem se esse temor tem algum fundamento...

O fato é que eu tento minimizar meu uso de carro. Em Sampa, uso 10 minutos de manhã para chegar em Moema e 15 a noite pra voltar pra casa. Todos os outros trajetos são feitos a pé: almoço, shopping ibirapuera, cinema na paulista, shopping paulista, etc, etc, etc...
 
Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?