segunda-feira, setembro 11, 2006

5 anos de 11/09

Outro dia fui ver o filme United 93, que conta a história do único vôo seqüestrado no dia 11/09/2001 que não atingiu seu alvo (supostamente a Casa Branca). Eu tinha um pouco medo que o filme fosse excessivamente patriota, bem ao estilo americano. Mas ele pode ser visto como um documentário que relata em tempo real os acontecimentos. Interessante que nenhum ator é conhecido, não existe um personagem principal na história, e alguns personagens foram vividos por pelas pessoas reais (como o caso do chefe do controle aéreo americano) ou por familiares.

Um fato interessante: ao contrário do Brasil, o controle aéreo civil americano não é feito por militares. Isso me parece estranho porque controle do espaço aéreo me parece vital em termos de defesa. Segundo o filme, existem dois controles aéreos paralelos, um civil e um militar. E o que o filme mostra é a dificuldade que um tinha de se comunicar com o outro.Os militares naquele dia estavam em treinamento de guerra, e simplesmente não conseguiram esboçar reação alguma. Pior: a ordem de fechar o espaço aéreo americano inteiro e de pousar todos os aviões que estavam no ar no momento dos atentados (4200 segundo o filme) foi do chefe do controle aéreo civil.....

________________________________________________________

O meu dia 11/09/2001 começou com a notícia do assassinato do prefeito de Campinas, o Toninho. Fato inédito na história da cidade. Cheguei na UNICAMP junto com o ofício do reitor suspendendo todas as atividades naquele dia, em sinal de luto. Me lembro que alguns professores estavam bastante atônitos e revoltados.

Como não tinha muita coisa pra fazer, fui ao laboratório ler notícias sobre o assassinato. Não haviam muita coisa. Foi daí que vi um pessoal vendo a foto de um prédio em chamas. Não prestei muita atenção. Pra falar a verdade, naquela época nem sabia o que era o World Trade Center.

Depois de esgotar todas as fontes de notícias sobre o Toninho, fui comer na cantina da Mecânica. A TV, sem som, mostrava a famosa imagem do prédio em chamas, e de um avião. O fato começou a chamar minha atenção. Fui pra casa de um amigo.
Naquela hora os dois aviões já tinham batido nos prédios, e um deles já tinha desabado. Cheguei a tempo de ver o segundo desabar ao vivo.

A noite boa parte da computação foi assistir AI (Inteligência Artificial, do Spielberg, que tinha acabado de estrear). O filme não fez muito sucesso. Mas a cena de Nova Iorque congelada no ano 4000, com as duas torres gêmeas sendo os dois únicos prédios visíveis, causou risos na platéia...



Comments: Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?